3 vantagens do transporte aéreo de frutas, legumes e verduras

Pela grande extensão do país, o transporte de frutas, legumes e verduras (FLVs) é um desafio no Brasil. Sabemos que o tempo de trajeto de um alimento desde a colheita até o destino interfere diretamente na qualidade do produto que é apresentado ao consumidor final.

Por isso, o transporte rodoviário de FLVs muitas vezes impossibilita que produtos com alta perecibilidade – como frutas e folhosas, sejam comercializados em locais distantes daqueles em que foram colhidos. E é nesses casos que o transporte aéreo de FLV se torna um aliado de quem deseja expandir seu mercado, alcançando centros distantes e preservando o frescor e a qualidade dos alimentos.

 

Você sabe o que é o transporte aéreo de alimentos?

Embora ainda seja uma novidade para a maioria dos produtores e distribuidores por aqui, as frutas, verduras e legumes estão entre as primeiras commodities levadas pelo transporte aéreo. É por isso que a IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos) possui uma regulamentação específica para este tipo de produto.

Mesmo tendo uma regulamentação própria, com orientações para melhores práticas, o transporte aéreo de FLVs não é nada complicado! Ele é a simples movimentação do alimento de uma região para a outra pelo ar, utilizando aviões. Diferente do rodoviário em alguns aspectos, o transporte aéreo de alimentos traz algumas vantagens importantes quando estamos falando de produtos perecíveis.

Quais as vantagens de transportar frutas, legumes e verduras por avião

Agora que você já entendeu sobre o que é o transporte aéreo de alimentos, é hora de saber quais são as principais vantagens para quem envia seus produtos de avião.

1. Tempo de Trânsito 

Você sabia que a velocidade média de uma aeronave pode ser até 15 vezes maior que a de um caminhão? Essa é a causa da primeira e mais óbvia vantagem de utilizar o transporte aéreo de alimentos.

A diferença de velocidade entre aviões e veículos, somada à necessidade de uso de pistas somente para pousos e decolagens e à ausência de barreiras físicas, é o que permite que companhias aéreas/empresas como a LATAM Cargo levem FLVs de um lugar ao outro em quase todo o país em menos de 48 horas. Assim, é possível que produtos saindo do sul do Brasil cheguem rapidinho em regiões do Norte e Nordeste, por exemplo. E é essa agilidade que irá impactar diretamente na qualidade do produto.

2. Maior qualidade e shelf life

Esta é a vantagem mais relevante do transporte aéreo de frutas, legumes e verduras.  Com o modal aéreo a redução do tempo de trânsito, quando comparado ao transporte rodoviário, interfere diretamente na qualidade do produto no ato da entrega.

Sabemos que para produtos que perecem rapidamente, o fator “tempo” é decisivo  para que sejam mantidos os padrões de qualidade e características organolépticas (cor, odor e textura, por exemplo). Além disso, produtos que chegam mais rápido terão maior tempo de prateleira (shelf life), garantido a redução das perdas no PDV. 

Mas não é só a rapidez do transporte aéreo que melhora a qualidade do produto, existem dois pontos importantes que estão associados à esta vantagem:

  • Redução de avarias e danos: quando frutas, legumes e verduras são transportadas de avião temos uma redução considerável no impacto e consequentemente de avarias, uma vez que os produtos não circulam por estradas, ou seja, menor desperdício e maior quantidade de produtos disponíveis para venda.
Menor variação de temperatura: caminhões que circulam por longos períodos em rodovias, muitas vezes sob o sol, tendem a expor os produtos a grandes variações de temperatura. Além da rapidez atribuída ao fator tempo, as temperaturas nos porões das aeronaves em trânsito são controladas.

Você sabia que clientes da PariPassu tem benefícios exclusivos para o transporte aéreo com a LATAM Cargo? Saiba como podemos juntos levar o seu produto mais longe.

3. Seu produto em novos mercados

No início desse post falamos sobre como o tamanho do Brasil é desafiador para o transporte de alimentos, mas o transporte aéreo de alimentos transforma o desafio em oportunidade. Sabe por quê?

A agilidade do transporte aéreo permite, por exemplo, que produtos como morango saiam do sul do país e cheguem frescos em regiões do Norte e Nordeste. Ou que pitayas saiam do Pará e cheguem a tempo de ser comercializadas nos principais mercados e feiras de São Paulo.

As possibilidades são inúmeras!

Para o produtor é a vantagem de ter seu produto em locais que antes pareciam inatingíveis, para o supermercadista a de vender os produtos com qualidade independente da sazonalidade.

 

 

 

 

 

 

 

Como posso usar o transporte aéreo de alimentos?

Agora que já falamos sobre o que é o transporte aéreo e suas vantagens, é hora da parte prática. Temos algumas dicas importantes para que o transporte aéreo de frutas, legumes e verduras seja um aliado pra você:

  1. Use as embalagens corretas: prefira materiais leves e resistentes (como papelão e isopor) que garantam a integridade do produto sem impactar no peso;
  2. Defina para onde quer enviar: escolher destinos em que seu produto não é comum ou é vendido com baixa qualidade pode ser um grande diferencial competitivo
  3. Valorize o trajeto do seu produto: através da rastreabilidade você pode contar a história daquele alimento para o consumidor final;
  4. Aposte em empresas aéreas que conhecem seu produto: procure companhias que são parceiras do agronegócio e conheçam as peculiaridades do transporte de alimentos.