O que considerar na escolha de um software de gestão agrícola?

Que tal escutar esse post? Clique no player abaixo e fique por dentro do assunto!

Você já sabe que gerenciar uma ou mais propriedades exige muita atenção, pois envolve diversas etapas que precisam ser planejadas e programadas ao longo do ciclo de uma cultura, que garantem o aumento da produtividade agrícola e lucratividade para o seu agronegócio.

Realizar o controle de manejos e custos com insumos em planilhas é um processo trabalhoso, já que geralmente as anotações são feitas em papel e, em alguns casos, repassadas para o computador em seguida. Além de não trazer uma visão gerencial prática e em tempo real da propriedade, que pode dificultar decisões importantes para o negócio, esse cenário contribui para que ocorram erros nos apontamentos, além de deixar os dados expostos à perdas. Por exemplo, se o caderno do produtor for avariado ou se o computador tiver um dano irreversível no armazenamento dos dados, não há um banco seguro de informações onde o produtor possa resgatar seus registros.

Por essas razões, quase 70% dos produtores brasileiros já entenderam que um software de Gestão Agrícola é um aliado importante, pois torna a gestão da propriedade mais eficiente, uma vez que permite realizar o apontamento de manejos, monitorar o período de carência e controlar gastos e estoque de insumos no ciclo de uma determinada cultura, gerando relatórios gerenciais importantes para a tomada de decisão.

Na PariPassu acumulamos mais de uma década de experiência desenvolvendo a cadeia produtiva através de boas práticas e gestão. Neste post, trouxemos 6 dicas sobre o que levar em conta na contratação de um software para gestão agrícola, pontos relevantes que identificamos em nossos contatos diários com produtores de todas as regiões do Brasil.

1. Praticidade

O uso de tecnologias no campo tem gerado uma visão mais sólida e organizada das atividades realizadas diariamente, o que traz mais agilidade para os processos. Além disso, o acompanhamento dessas atividades é um desafio para os produtores quando não há uma ferramenta para auxiliar no trabalho dentro da propriedade.

Sabemos que hoje andamos mais com o celular no bolso do que com o próprio caderno impresso em mãos, por essa razão, é importante que o software escolhido também possua uma versão mobile (para smartphones), o que irá facilitar o registros das suas atividades com agilidade, gerando dados mais confiáveis.

Além de realizar os apontamentos diários de forma prática e rápida, é importante que o aplicativo para gestão agrícola tenha uma interface simples e intuitiva para que, em pouco cliques, você tenha todos seus acompanhamentos registrados.

Você já esqueceu o dia ou a quantidade que deve aplicar de um defensivo? Registrou todas as áreas que foram feitos os apontamentos? Já perdeu muito tempo com esses registros?

Ter a possibilidade de realizar apontamentos em múltiplas áreas com poucos cliques, otimiza seu tempo planejando e registrando atividades em mais de uma área de forma rápida. E para garantir que você não esqueça nenhuma das atividades programadas, receber notificações na tela do seu celular mostrando as atividades agendadas para o dia atual e seguinte é essencial para sua programação de atividades.

Você já conhece o Caderno de Campo da PariPassu? Nele você faz os registros dos manejos e realiza o acompanhamento diário das suas atividades. Tudo isso na palma da sua mão, através do celular ou tablet.

2. Funcionamento offline

Agora pense no seguinte cenário: você se programou para realizar um plantio durante o dia e ao registrar os dados no celular, percebe que não possui sinal de internet no local. E agora, como fará os registros? Você perderá essas informações por falta de anotações? Voltará a registrar em papéis e planilhas, perdendo mais tempo para anotar todas as atividades? Nós te respondemos: não!

Com o Caderno de Campo da PariPassu você consegue registrar suas atividades diárias de forma offline, ou seja, sem o uso de internet. Essa é a garantia que você forneça informações consistentes, precisas e de forma prática e muito mais rápida, otimizando o acompanhamento técnico agrícola.

Vale lembrar que quando o assunto é ter uma gestão automatizada, é importante que todos os apontamentos fiquem registrados. Para isso, basta que ao acessar uma rede de internet e, com um único clique, você realize o sincronismo dessas informações na nuvem, para que se garanta o registro completo do seu histórico de produção, facilitando o acompanhamento da evolução das suas safras por exemplo.

3. Customização

Já vimos até aqui como é vantajoso para o seu negócio ter uma gestão agrícola vinculada a um sistema automatizado. Sabemos que há diversos tamanhos de propriedades e os tipos de manejos variam de acordo com a cultura. Para isso, é importante que o sistema que você deseja contratar tenha um alto nível de customização, fazendo com que seus manejos possam ser cadastrados e analisados de acordo com suas necessidades.

Por exemplo, para um produtor de banana, é fundamental que o manejo do tipo “desbaste” esteja cadastrado no caderno de campo, para realizar os registros de forma correta. O que acontece é que muitos aplicativos possuem apenas o cadastro dos principais manejos como: plantio, adubação, aplicação de defensivo e colheita.

Assim fica difícil, não é mesmo?! Mas fique tranquilo! Com a escolha de um aplicativo customizável é possível cadastrar não só novos manejos, mas também novas culturas e insumos, por exemplo. Além disso tudo, poder facilitar seu dia com as combinações de ciclos e criar receitas dessas atividades gera mais dinamismo para sua produção.

4. Integrações

Outro fator importante  que deve ser levado em consideração na escolha de um software de gestão agrícola é o compartilhamento de dados com outros sistemas.

Diferente da maioria dos softwares que mantém as informações retidas e dificultam a rastreabilidade do alimento, o Caderno de Campo da PariPassu permite a integração de informações com outras ferramentas de gestão.

Por exemplo, toda vez que é realizado um apontamento de colheita no aplicativo Caderno de Campo, é possível compartilhar as informações de origem, fornecedor e quantidade do produto com o sistema Rastreador da PariPassu. Se você desejar, isso possibilita que o próximo elo da cadeia produtiva tenha acesso à essas informações, facilitando a rastreabilidade do alimento com agilidade e segurança.

5. Indicadores e Relatórios

Como já vimos aqui, realizar o acompanhamento de todas as atividades ao longo da safra é fundamental e poder visualizar e gerir esses indicadores em forma de gráficos e tabelas nos permite identificar com maior clareza informações que nos auxiliam na tomada de decisão.

Porém, quando os softwares de gestão agrícola já apresentam quais informações serão transformadas em indicadores e quais os modelos de relatórios prontos disponíveis, tornam o sistema um tanto quanto “engessado”. Por essa razão, a possibilidade de customizar os próprios gráficos e relatórios é um ponto muito relevante na escolha do software de gestão agrícola da propriedade.

Pensando nisso, a PariPassu desenvolveu um painel de indicadores onde você, produtor rural, pode acompanhar relatórios completos com gráficos e tabelas customizáveis com as informações que deseja. Mas, como isso funciona?

Com base nas informações coletadas e poucos cliques, é possível criar relatórios gerenciais para o acompanhamento das safras, por exemplo. Além disso, gráficos  e tabelas que nos mostram o custo total de produção com insumos, quantidade colhida e vendida, são informações importantes para você e que permitem visualizar melhor o cenário geral da sua propriedade.

Lembra que falamos sobre a importância do software permitir integrações? Com a PariPassu, no mesmo painel de gestão você pode integrar dados de outras plataformas que utiliza, como softwares de irrigação e estações meteorológicas. Todas as suas informações de gestão devem estar integradas para que você otimize a sua produção.

Porém, esses são apenas alguns pontos que podem ser analisados, e é por isso que o Caderno de Campo da PariPassu permite customizar gráficos e tabelas, pois entendemos que cada realidade é diferente, e portanto, as análises também.

6. Confiabilidade

As informações da propriedade são muito valiosas para o produtor rural, por isso um dos pontos que devem ser levados em consideração para a contratação de um software de gestão agrícola é a segurança e agilidade no armazenamento, para que não haja o risco de perda desses dados e nem o compartilhamento dessas informações confidenciais com terceiros.

Mas, como garantir a segurança de seus dados? É bem simples! A utilização de um sistema com comunicação criptografada no servidor permite a segurança das informações, mesmo que sejam bloqueadas. Por isso, certifique-se das condições de segurança do seu sistema e exija um rigoroso contrato de confidencialidade no momento da contratação.

Além disso, é importante que o software de gestão agrícola escolhido ajude você a atender as legislações vigentes e as diversas exigências de certificações, como por exemplo: a Instrução Normativa 02/2018, certificação para produtos orgânicos, e a certificação Global G.A.P, garantindo maior confiança e qualidade para os seus produtos. Se você pretende atender à algum desses pontos, certifique-se de que o software cumpre todos os pré-requisitos e será aprovado em fiscalizações e auditorias.

Teste na prática

Para que a agricultura continue desempenhando o seu papel dentro da economia, é fundamental o investimento em tecnologias que assegurem o aumento da produtividade, redução de custos de produção e maior oferta de produtos de qualidade, e um software de gestão agrícola é uma tecnologia imprescindível para produtores preocupados com essas questões.

Quer saber mais? Solicite uma demonstração com um especialista e veja como o Caderno de Campo da PariPassu pode melhorar a gestão do seu agronegócio, aumentando sua produtividade e lucratividade.

Deixe o seu comentário

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    Como aumentar a produtividade na Agricultura Orgânica?

    continue lendo
  • PariPassu

    Nota Fiscal Eletrônica será obrigatória também para produtores rurais

    continue lendo