fbpx

3 dicas para melhorar o processo de inspeção de qualidade

Está sem tempo para ler? Não se preocupe! Preparamos um player para você escutar e ficar por dentro do assunto.

Sabemos que ter controle sobre os produtos que são comercializados na sua empresa é um desafio diário na operação. Afinal, lidar com devoluções, quebras, falhas recorrentes e com o constante retrabalho pela falta de registros gera custos que poderiam ser evitados. Por isso, prezar por ações que facilitem a avaliação e inspeção de qualidade dos seus produtos deveria ser uma prioridade para você. E é sobre isso que vamos falar hoje!

Segundo pesquisa realizada pela  Produce Marketing Association (PMA), quase metade dos consumidores brasileiros disseram estar comprando mais frutas e legumes frescos em 2020. Esses mesmos consumidores estão atentos à qualidade e segurança dos alimentos que levam para a casa. Por isso, toda a cadeia produtiva de alimentos precisa estabelecer ações de boas práticas como rastreabilidade e gestão da qualidade para transmitir confiança ao consumidor e também garantir uma operação segura.

Neste post você terá acesso a 3 dicas para melhorar sua inspeção de qualidade. Confira!

  1. Padronização das Entregas

Cada cliente possui particularidades, podendo variar de acordo com o público que atende, região de atuação e também a forma como o produto será vendido: in natura ou processado. Alinhar a expectativa de entrega com o padrão de qualidade do seu cliente é essencial para evitar quebras, devoluções e melhorar a relação de fornecimento.

Uma estratégia para padronizar a qualidade dos produtos que serão recebidos ou comercializados é o uso de fichas técnicas, conforme exemplo a seguir:

Modelo de Ficha técnica de Laranja na plataforma CLICQ.

Para facilitar a tomada de decisão, os parâmetros técnicos devem ser apresentados de forma clara e objetiva, sem margem para a interpretação. Você percebe como fica mais fácil controlar o padrão de qualidade com esse documento?

No processo de inspeção, é comum o uso planilhas para fazer esse acompanhamento. É um bom começo, mas dá um trabalho imenso pra tirar informações úteis desses registros. Além disso, fica difícil entender qual fornecedor faz entregas mais consistentes e alinhadas com o seu padrão de qualidade.

Como resultado, você fica sem o histórico de fornecimento e provavelmente sem evidências da qualidade das cargas que recebe. 

Aqui vai a primeira dica: vincule o lote do produto e fornecedor com a inspeção de qualidade. 

O lote é a identificação única de cada produto e com isso, fica mais fácil entender quais fornecedores estão mais comprometidos e quais não estão. Além de melhorar o seu histórico de recebimento e entregas.

Com o primeiro passo estabelecido, vamos um passo mais adiante: como você tem atuado para desenvolver seus fornecedores?

  1. Desenvolvimento de Fornecedores 

A escolha de fornecedores têm grande impacto na qualidade da mercadoria que chega no seu cliente. Este processo leva em conta fatores como preço, disponibilidade de produto e também parâmetros de qualidade. 

Normalmente a avaliação também segue esta ordem de prioridade …mas atenção, será que o fornecedor que tem o menor preço é realmente o que garante sua margem de lucro? Ou é o que dá maior prejuízo com devoluções?

Segunda dica: invista no desenvolvimento dos seus fornecedores.

Alinhar os parâmetros de qualidade tende a gerar um senso maior de comprometimento com as entregas de seus fornecedores. Sabemos também que além de alinhar é preciso monitorar.

O monitoramento tem por objetivo desenvolver o fornecedor e não punir o mesmo! Assim, é de extrema importância que ele receba uma devolutiva quando sua carga não atende as expectativas previamente acordadas:

  • Quando a entrega está adequada ele recebe um retorno com sinalização positiva – Aprovado
  • Quando não está, os motivos da devolução ficam registrados e com evidências fotográficas – Reprovado

Com isso, você aumenta a transparência na relação com o fornecedor e dá clareza sobre qual o grau de desenvolvimento em que eles se encontram. 

Clique aqui para entender mais o que sua empresa ganha investindo na gestão de fornecedores.

Leia também

Guia Gestão de Qualidade na prática
Como elaborar um Manual de Boas Práticas de Fabricação?
Estudo de Caso Automação da Inspeção de Qualidade – Savegnago

  1. Automação do processo

Já entendemos a importância de vincular o código de rastreamento à inspeção e de trabalhar com a devolutiva para o fornecedor, mas afinal como fazer isso de uma forma prática?

Terceira dica: automatize o processo

Como falamos no início do post, fazer todo esse processo por planilhas é muito trabalhoso. Por isso, invista em um sistema que te ajude a ter um controle mais facilitado.

O CLICQ é uma ferramenta para automatizar o processo de inspeção de qualidade. Com o seu uso, fica fácil vincular o código de rastreamento do produto ao processo de inspeção.

Na prática o processo é bem simples: com o aplicativo o inspetor lê o código de rastreamento da etiqueta, acessa a ficha técnica do produto e executa a inspeção de qualidade!

O fornecedor recebe o resultado da avaliação automaticamente em seu e-mail junto com a ficha técnica utilizada, conforme o exemplo abaixo.

Além disso, os dados gerados no processo de inspeção são base para a geração de relatórios gerenciais. No Panorama todo o processo é monitorado em tempo real.

Agora que você entendeu como melhorar a inspeção de qualidade na sua empresa…

A utilização do módulo de qualidade e rastreabilidade da PariPassu torna o processo de inspeção de qualidade e gestão de fornecedores muito mais rápido e assertivo. 

A rastreabilidade é uma grande aliada neste processo pois facilita a integração das informações de produto e o uso do CLICQ tem papel fundamental no desenvolvimento dos fornecedores.

A comunicação entre os elos tende a se tornar mais ágil, a correção de erros mais rápida e a gestão de fornecedores mais eficaz.

Você efetua algum processo de inspeção de qualidade dos produtos que comercializa? Consegue ter acesso a essas informações de maneira fácil e ágil?

Conta pra gente como é o seu processo! Quer saber mais? Clique aqui e converse com um de nossos especialistas!

Deixe o seu comentário

[fbcomments]

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    5 tipos de indicadores mais utilizados para Gestão da Qualidade

    continue lendo
  • PariPassu

    Como reduzir custos com Padronização de Produtos e Fichas Técnicas?

    continue lendo