Como implantar um Sistema de Gestão da Qualidade

Se preferir, você também pode aprender como implementar um Sistema de Gestão da Qualidade ouvindo este post. Basta clicar no play abaixo!

A etapa de implantação do sistema de gestão da qualidade exige muita preparação, planejamento, resiliência e uma inevitável mudança no cotidiano do seu negócio.

Aqui no blog já falamos sobre os o 5 passos para a gestão da qualidade do seu negócio, agora abordaremos umas das etapas mais críticas de qualquer novo projeto: a  implantação.

Para um Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) eficiente, que traga resultados efetivos, é necessário rotina, padronização e envolvimento de todos.

Para facilitar a caminhada na implantação de um SGQ, destacamos as etapas que não podem faltar para uma implantação de sucesso:

Envolva todas as pessoas da sua empresa no processo

Engajamento é a chave de sucesso. Todos os colaboradores da sua empresa têm conexão direta ou indireta com a qualidade dos produtos ou dos processos. Portanto, ao iniciar a implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade, a comunicação clara e treinamento constantes são essenciais.

É importante para o sucesso do projeto evidenciar a participação de todos e instigar a colaboração de seus funcionários para alcançar a melhoria contínua e a qualidade total.

Por isso, é fundamental edicar tempo e atenção para estabelecer a Cultura da Qualidade, uma aliada importante deste processo.

Defina os produtos e processos que têm mais impacto no seu negócio

Para empresas que possuem um grande mix de produtos ou muitos processos, implantar um SGQ em todos, simultaneamente, pode se tornar uma tarefa complexa, portanto, na maioria dos casos, é necessário selecionar os produtos ou família de produtos que têm maior impacto no desempenho da empresa.

Normalmente são os produtos que representam o maior volume comercializado ou aqueles que geram mais faturamento. A dica aqui é utilizar o método Curva ABC.


Indicadores, a tradução da qualidade dos seus produtos e processos

Agora chegou o momento de definir quais os indicadores são mais importantes para monitorar o desempenho dos seus produtos e processos, por exemplo:

  • Produtos: conformidade da matéria-prima, dimensões, acabamento, defeitos, embalagem.
  • Processos: recebimento da matéria-prima, produção, armazenamento,envio, transporte, entre outros.

Uma das prioridades é o cuidado para não exagerar no número de indicadores e em sua complexidade e, principalmente, os indicadores devem atender às exigências do cliente e critérios de qualidade.

Defina o método da coleta de informação

Os indicadores serão coletados de quanto em quanto tempo ? Coletas mais frequentes, traduzem resultados mais confiáveis, porém, consequentemente, custam mais caro.

A coleta será feita de forma manual ou automatizada? Para a coleta manual, serão necessários mais funcionários, mais horas de trabalho e as informações não serão disponibilizadas em tempo real e ainda poderão não seguir o padrão.

Já a coleta automatizada facilita a padronização e o fluxo de informação em tempo real, dando maior agilidade ao processo e garante informações mais seguras.

E para essa decisão os principais argumentos estão no seu próprio negócio:

  • Qual o tamanho da sua produção ou distribuição?
  • Qual o nível de detalhe da informação desejado?
  • Quantos funcionários estão treinados para realizar o controle de qualidade?
  • A sua empresa quer melhorar e ser reconhecida pela qualidade total?

O resultado dessa análise possibilitará tomar a decisão mais adequada de acordo com a realidade e estratégia da sua empresa.

Acompanhe os seus indicadores

Agora que as informações estão disponíveis é necessário definir a periodicidade e o responsável pelo acompanhamento dos indicadores e, claro, as ações corretivas ações quando os indicadores estiverem fora dos limites aceitáveis.

Para um acompanhamento mais eficiente, prefira sistemas com atualizações e alertas automáticos sobre as ocorrências, isto facilita a dinâmica de acompanhamento e permite ao gestor da qualidade acompanhar apenas os casos que necessitem de sua atenção.

 

sistema de gestão da qualidade

 

Manutenção e melhoria contínua do Sistema de Gestão da Qualidade

Depois da implantação do Sistema de Gestão da Qualidade é necessário concentrar a atenção na melhoria dos produtos e processos, colocando em prática sugestões de melhorias dadas pelos funcionários, clientes e pelo gestor da qualidade, afim de obter processos e produtos cada vez mais eficientes e de melhor qualidade.

E, por fim, o próximo passo é expandir o SGQ para os demais produtos e processos, até que todas as etapas estejam sendo controladas e alcancem os requisitos desejados.

A implantação de um Sistema de Gestão da Qualidade possibilita a organização, padronização e eficiência dos processos, refletindo na qualidade dos produtos, redução dos custos operacionais e prevenção de recall e como resultado: clientes ainda mais satisfeitos e, consequentemente, maior faturamento para a empresa.

+ Gestão da Qualidade na Prática

Baixe o nosso guia e aprenda conceitos e exemplos práticos para melhorar a gestão da qualidade da sua empresa.

Deixe o seu comentário

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    Como melhorar a gestão da qualidade do seu restaurante?

    continue lendo
  • PariPassu

    INDEX PariPassu – índice de qualificação dos fornecedores de hortifrúti

    continue lendo