fbpx

Use a Rastreabilidade a favor do Controle de Qualidade de Alimentos

Experimente ouvir este post para compreender como a rastreabilidade colabora para o controle de qualidade de alimentos. Clique no player abaixo e aproveite!

Aqui, em nosso blog e também nos eventos, não cansamos de falar sobre a importância da rastreabilidade associada ao controle de qualidade, especificamente às inspeções de qualidade, tanto de produtos quanto dos processos de uma empresa.

Falando sobre os varejos, temos ouvido com frequência a mesma pergunta…

Qual a influência de uma base de produtos rastreada na inspeção de qualidade?

Antes de responder essa pergunta, é relevante aprofundarmos o conceito “inspeção de qualidade”.

rastreabilidadeInspecionar a qualidade de um produto é avaliar tecnicamente, com base em parâmetros preestabelecidos em fichas técnicas (no caso de frutas, legumes e verduras pode ser avaliado calibre, coloração, percentual de defeitos leves e graves, percentual de podridão, entre outros), uma amostra dos produtos no recebimento, expedição ou nas lojas para garantir a padronização da qualidade.

Inicialmente, este processo pode parecer complicado e, até pode ser que seja mesmo, mas isso está diretamente ligado com o nível de qualidade que sua empresa quer oferecer ao mercado.

O seu negócio pode ser reconhecido pelo mercado pela excelência da qualidade dos produtos e serviços e criar uma conexão com clientes e consumidores ou como mais uma empresa ou marca sem diferenciais. Você pode brigar por preço ou por valor, você decide.

A questão é que o mercado não dá mais espaço para empresas e marcas que não se reinventam, e aí cabe somente a você decidir por qual caminho seguir.

A tecnologia como aliada

Neste sentido, após muitas conversas com nossos clientes, desenvolvemos a solução CLICQ para Check List de Inspeção e Controle de Qualidade, que automatiza a coleta de dados das inspeções de qualidade, podendo atrelar ao código de rastreabilidade, o que permite identificar a origem do produto que está sendo inspecionado.

Lembrando que a inspeção de qualidade pode acontecer no recebimento, armazenagem ou na expedição do distribuidor, no centro de distribuição ou até mesmo nas lojas.

No post Como ganhar dinheiro com Controle de Qualidade, falamos sobre a relação entre um excelente nível de pontos de controle e os custos, ou seja, controlar muito pode gerar alto custo, entretanto, controlar nada ou pouco gera incerteza e imprecisão na análise. Veja a representação no gráfico abaixo:rastreabilidadeEncontrar o equilíbrio neste processo está na  definição dos pontos de controle de acordo com a capacidade de execução da sua empresa, é possível aprimorar o processo de coleta de dados e expandir a cobertura das inspeções com o uso da rastreabilidade, sem necessariamente aumentar o número de inspetores ou infraestrutura, sem aumentar aumentar custos operacionais.


Como funciona

Os fornecedores que possuem o Sistema Rastreador, desenvolvido pela PariPassu, devem encaminhar os seus produtos identificados pela etiqueta com código de rastreabilidade, que traz um conjunto de informações: origem, produto, peso total, número total de caixas e outros dados que servem de insumo para que o aplicativo CLICQ, verifique automaticamente os parâmetros iniciais da análise, conforme a necessidade de cada empresa.

rastreabilidade

A leitura destas informações  logo no início da inspeção elimina a necessidade de identificar quem é o fornecedor, qual o produto, a quantidade analisada e quais são os limites de avaliação – todos esses dados são carregados automaticamente no CLICQ – otimizando o tempo da equipe, permitindo que se aumente o número de inspeções, o que irá garantir o padrão de qualidade dos produtos.

Resultado

Em média, a cada 1 ponto percentual de aumento de cobertura no volume rastreado, o número de inspeções de qualidade aumenta entre 1,2 a 1,7 pontos percentuais. Este índice varia de acordo com a complexidade dos parâmetros estabelecidos para as inspeções de qualidade.

rastreabilidade

Com mais inspeções, que identificam não apenas o fornecedor direto, mas também a origem do produto, é possível traçar um plano de desenvolvimento e gestão de fornecedores, com foco no recebimento de produtos mais adequados ao padrão esperado e, consequentemente, redução da ruptura no ponto de venda.

Saiba mais

Clique aqui baixe grátis o Guia Rápido de Controle de Qualidade de na Indústria de Alimentos e veja – na teoria e na prática – como empresas do setor aumentaram a eficiência dos seus processos através da automação das inspeções de qualidade.

Deixe o seu comentário

[fbcomments]

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    Gestão da manutenção interfere na qualidade do alimento

    continue lendo
  • PariPassu

    Como a estratégia de vídeos pode auxiliar na sua consultoria

    continue lendo