Benefícios da rastreabilidade de alimentos para a sua empresa

A rastreabilidade de alimentos surgiu devido à necessidade de saber a localização de determinado produto na cadeia logística. Este conceito representa a capacidade de recuperação do histórico ou da localização de um produto, através da impressão de números de identificação.

Isto é importante porque as empresas e autoridades em vários mercados ao redor do mundo têm interesse em estabelecer sistemas para monitorar e rastrear os produtos nos diferentes pontos da cadeia de abastecimento.

“A rastreabilidade pode ser compreendida como a “habilidade de seguir a movimentação de um alimento por estágios específicos de produção, processamento e distribuição.” (FAO, 2008)

A rastreabilidade de alimentos em supermercados, além de ser uma tecnologia que facilita na hora de traçar o caminho do alimento, garantindo a segurança, qualidade e auxiliando no processo de recall quando necessário, pode trazer inúmeros benefícios no resultado do varejo como o aumento de credibilidade frente ao consumidor e consequente aumento de vendas, impactando diretamente no faturamento.

Se você quer implantar ou aprimorar a rastreabilidade, este post vai mostrar os benefícios que rastrear os seus alimentos possui, o impacto deste processo e como você pode otimizá-lo!

 

Por que rastrear?

Existem dois aspectos básicos que impulsionam a rastreabilidade: atendimento à legislação e inovação.

As regulamentações legais para a segurança do alimento, a exemplo da RDC 24 de 2015 para recall de alimentos, gradativamente, evoluem para melhores controles sobre potenciais riscos à saúde da população. A rastreabilidade permite identificar os processos e o caminho do alimento, permitindo agilidade e assertividade para ações de correção.

A inovação é o outro aspecto associado à rastreabilidade, pois possibilita à cadeia de abastecimento compartilhar a história do alimento, entregando, caso deseje, informações como por exemplo:

  •  Origem e trajeto percorrido pelo alimento.
  • Características nutricionais;
  • Informações acerca da produção (plantio, colheita, defensivos)
  • Informações de armazenamento;
  • Certificações e selos de qualidade;

A rastreabilidade permite conectar a cadeia produtiva de alimentos, do campo à mesa, possibilitando a comunicação entre os elos, como avaliações e comentários feitos pelo consumidor final, através de aplicativos para a leitura do código de rastreamento do produto.

fluxo_rastreabilidade

A rastreabilidade de alimentos passa por todas as etapas da cadeia produtiva e é muito mais que a impressão de uma etiqueta para identificação de um produto.

Os registros ordenados e estruturados oriundos dos processos controlados pela rastreabilidade de alimentos, apoiam a gestão dos negócios, trazendo clareza para indicadores de sucesso.

 

Principais vantagens competitivas.

 

  • Relacionamento com fornecedores: A rastreabilidade é um aspecto considerado relevante para a qualificação do produto e serviço.
  • Gestão de estoque e oferta: Agilidade nos processos de envio e recebimento dos produtos e controle dos preços de compra e venda.
  • Padrões de identificação: Adequação aos padrões mundiais de identificação (GS1) e especificações dos supermercados.
  • Valor agregado ao produto: Diferenciação na gôndola com informação da origem do produto.
  • Segurança e qualidade do alimento: Informações referentes à origem e produção do alimento, contribuindo para os ajustes dos processos de produção e controle de qualidade.
  • Conexão com o consumidor final: a avaliação sobre o produto feitos pelo consumidor final.

Como funciona:

A rastreabilidade permite o registro das informações relativas às origens e destinos dos produtos através de um código de rastreabilidade único para cada lote comercializado. Este código acompanha o alimento em toda a cadeia de abastecimento, podendo ser consultado, a qualquer momento, por todos os elos envolvidos no processo.

A rastreabilidade tem uma importante contribuição na identificação de problemas na cadeia produtiva de alimentos e na agilidade dos processos de recall de alimentos.

Utilizar um sistema de rastreabilidade é uma ferramenta interessante para a sua empresa, pois garante o controle total sobre a complexidade de informações e dados na operação do seu negócio, independente do tamanho e do volume comercializado.

Um processo de rastreabilidade, realizado da forma correta, obedecendo todos os requisitos, é a aposta certa para o seu negócio atingir melhores resultados.

 

Principais benefícios.

A rastreabilidade nos permite contar a história do alimento, tendo acesso às informações de origem e caminho percorrido de um determinado produto ao longo de cada estágio da cadeia produtiva. Estas informações são de grande importância dentro dos supermercados, uma vez que permitem que o consumidor conheça a origem dos produtos – atendendo a crescente preocupação com o consumo de alimentos seguros – além de colocar o supermercado como referência no mercado, se diferenciando da concorrência.

 

 

Implantar a rastreabilidade também facilita a inspeção de qualidade no recebimento dos alimentos. Por exemplo, a leitura do código de rastreabilidade na chegada dos produtos permite vincular informações de origem no momento da inspeção, checando se estão em conformidade com relação aos padrões de qualidade pré-estabelecidos, que podem ser definidos utilizando fichas técnicas. Essa prática contribui para o controle de estoque e redução do volume de quebras, rupturas e devoluções, uma vez que colabora para que o recebimento de produtos já estejam de acordo com os padrões especificados.

Conhecer seus fornecedores e garantir que eles tenham a qualificação necessária para atender a sua demanda são pontos essenciais para a gestão da qualidade do supermercado. Este conhecimento permite o acompanhamento de um ranking para valorizar os melhores parceiros ou ainda criar planos de ação para o desenvolvimento da base de fornecedores.

Os varejos ainda enfrentam alguns desafios no envio de pedidos de compra, e a falha de comunicação com seus fornecedores é um deles. Quando seus fornecedores utilizam um sistema de rastreabilidade eficiente é possível realizar esse processo com maior agilidade, ganhando eficiência e segurança na operação. Mas como isso acontece?

O fornecedor recebe o aviso do pedido eletrônico no seu sistema, vincula aos códigos de rastreabilidade e volume dos seus produtos em estoque, confirmando então o pedido de venda ao supermercado. Simples, não?

Para casos de Recall de Alimentos é essencial ter informações rápidas e seguras na palma da mão. Quando a rastreabilidade no supermercados é executada da maneira correta, é possível obter informações seguras, identificando a origem e destinos dos produtos, além de informações detalhadas de recebimento e envio ou dos tipos de processos envolvidos, possibilitando a detecção da etapa em que ocorreu a possível não conformidade e facilitando eventuais recolhimentos.

Quer implementar a rastreabilidade na sua empresa, preencha seus dados que entramos em contato com você.

 

Como a rastreabilidade pode auxiliar na gestão do supermercado?

A rastreabilidade no supermercado também é uma ferramenta importante para a gestão, permitindo o controle de etapas como:

  • Recebimento de matéria prima;
  • Controle de estoque;
  • Distribuição entre unidades;
  • E processamento, caso seja realizado.

Essas informações podem ser acompanhadas na forma de indicadores, analisando cada etapa individualmente, o que permite saber onde deve ser realocado o tempo para correção dos problemas, auxiliando na tomada de decisão. Enxergar detalhes pode ser crucial para manter-se ativo no mercado, e portanto, é indispensável saber utilizar estrategicamente essas informações.

Identificação dos vegetais in natura.

O supermercado se torna co-responsável pelo processo de rastreabilidade de alimentos, devendo buscar fornecedores de qualidade e que estejam de acordo com as legislações vigentes –  como a INC 02/2018.  O uso de soluções que possibilitem a identificação de produtos por meio de etiquetas impressas com caracteres alfanuméricos, como um QR Code, permite a verificação dos produtos vegetais frescos in natura ou processados de forma única e inequívoca, assegurando o processo de rastreabilidade no supermercado.

Etiquetas rastreabilidade Paripassu

 

A rastreabilidade no supermercado pode ir além.

O Programa de Rastreabilidade e Monitoramento de Alimentos (RAMA) foi desenvolvido pela Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) e associa informações de rastreabilidade e monitoramento de defensivos agrícolas de frutas, legumes e verduras.

No programa, são realizadas coletas de amostras de frutas, legumes e verduras nos pontos de venda para realização de análises de resíduos de agrotóxicos. Caso sejam detectados resíduos de defensivos não permitidos para a cultura ou em um nível acima do estabelecido por lei,  a leitura do código de rastreabilidade permite identificar a origem do produto, para que seja rapidamente estruturado um plano de ação.

As mais de 50 redes que participam do RAMA, por adesão voluntária, recebem a orientação necessária para estimular seus fornecedores sobre a adoção de boas práticas agrícolas e planos de ação, para que todos os envolvidos – produtores, distribuidores e supermercados – possam oferecer ao consumidor final um alimento seguro.

Sabemos que a fiscalização por parte dos órgãos competentes está mais rigorosa, e portanto, os varejos devem estar atentos à questões de contaminação de alimentos. Notícias recentes de supermercados penalizados afirmam a importância de implantar métodos de prevenção de riscos, evitando multas e contratempos que possam impactar no faturamento do supermercado.

Os varejos participantes do Programa RAMA tem acesso exclusivo à uma plataforma de informações compartilhadas referente à análises realizadas em diversos produtos, gerando uma base de dados consolidadas, evitando que o supermercado faça reanálises de produtos já conformes.

Além disso, caso seja fiscalizado, o supermercado estará preparado para atender as expectativas do Ministério Público, uma vez todos os produtos possuem origem declarada e são monitorados com frequência, mostrando o interesse do supermercado em garantir a segurança dos alimentos comercializados. A PariPassu é a responsável técnica por esse programa e atua ativamente no desenvolvimento da cadeia de abastecimento.

Muitos participantes do Programa RAMA, além de se preocuparem com a qualidade de seus produtos, adotam a estratégia de divulgar e informar aos consumidores a importância de conhecer o processo de rastreabilidade, expondo materiais ilustrativos nas gôndolas do setor de hortifrúti, como no caso da Rede de Supermercados Hiperbom:

Rastreabilidade- de onde vem seu alimento

Essa iniciativa reflete diretamente na imagem do supermercado frente ao consumidor final, gerando maior confiabilidade e fidelização dos consumidores, que optam por comprar produtos com informação de rastreabilidade e garantia de procedência.

 

Lembre-se:

A gestão de supermercados está mudando e junto a essas transformações a inovação traz resultados mais assertivos. Os varejos devem implementar tecnologias e medidas para prevenção de risco, buscando desenvolver sua base de fornecedores e oferecer um alimento seguro, uma vez que o consumidor está mais preocupado com o que consome e assim demanda maior transparência de informações.

 

Quer compreender um pouco mais sobre a rastreabilidade de alimentos?  NossoGuia Rápido da Rastreabilidade de Alimentos vai te ajudar a entender melhor como funciona a adoção de um sistema de rastreabilidade e quais os benefícios competitivos para o seu negócio apostar nessa estratégia.

 

Deixe um comentário