Benefícios da Rastreabilidade para o Varejo

A rastreabilidade de alimentos, quando em funcionamento, facilita a troca de informações entre os pares auxiliando na melhoria dos produtos e dos processos, permite a automação logística com aumento de eficiência ao longo das etapas da cadeia de abastecimento e, sem dúvida, o aspecto de grande relevância, disponibiliza a oferta de um alimento seguro onde é possível compartilhar dados relevantes para uma relação de confiança com o consumidor final.

Rastreabilidade de alimentos

Segundo Giampaolo Buso, diretor executivo da PariPassu, “a questão em torno da segurança dos alimentos é relevante e deve ser considerada na produção, distribuição e comercialização dos alimentos”.

Veja a entrevista completa do Giampaolo Buso a respeito da Rastreabilidade de Alimentos de frutas, legumes e verduras (FLV).

 

1. De quais formas a solução pode beneficiar o varejo alimentar?

"Os benefícios mais imediatos são o atendimento à legislação associada à segurança do alimento e também relacionados à gestão de riscos dos supermercados, que têm uma responsabilidade solidária na comercialização de produtos percebidos e entendidos como saudáveis. Depois de atender à questão legal específica para a rastreabilidade de FLVs, os impactos são operacionais. Para identificar o produto, precisamos usar uma etiqueta que permite a padronização gráfica desse item e, consequentemente, a automatização de aspectos logísticos como recebimento, separação, envio para a loja e controle de estoques e datas de validade."

Saiba mais: Conheça nosso curso online sobre Rastreabilidade de Alimentos.

Giam

Giampaolo Buso, diretor executivo da PariPassu

Na entrevista, Giampaolo também comenta como a rastreabilidade de alimentos pode ser aplicada com o uso de ferramentas tecnológicas que ajudam a diminuir custos no controle da produção e que aumentam a qualidade do produto final. O grupo de ferramentas de comunicação e informação utilizadas atualmente é denominado como tecnologia da informação (TI).


2. O que mais os Pontos de Venda (PDVs) e indústrias têm a ganhar com a ferramenta?

"Essa solução não é exclusiva para indústria ou supermercados maiores. A lógica
de controle automatizado da logística por meio da rastreabilidade também traz um ganho significativo em custo. Vou dar um exemplo prático: em um Centro de Distribuição (CD) de uma rede paulistana, por meio do recebimento identificado por código de barras, conseguimos reduzir um erro de separação em dez vezes durante o período de três meses. Estamos falando de 1,5 milhão de reais ao ano em apenas um item de FLV."

A gestão de supermercados e as tecnologias trazem para o varejo medidas para prevenção de risco, em busca de desenvolver sua base de fornecedores e oferecer um alimento seguro, uma vez que o consumidor está mais preocupado com o que consome e assim demanda maior transparência de informações.

3. Por que a Rastreabilidade de Alimentos ganha cada vez mais relevância?

"A gente tem uma demanda maior por alimentos com informações que garantam algum nível de segurança, principalmente em aspectos associados à saúde. Isso traz muita credibilidade com os consumidores, ainda mais em tempos de pandemia. Por fim, a sociedade vive mais, temos um custo de saúde que aumenta por conta dessa longevidade, e uma das maneiras mais lógicas de combater isso é com qualidade de vida e da alimentação. Então, cuidar do alimento, do qual 80% do volume de distribuição passam por redes de supermercados, faz muito sentido. Tratar bem o alimento perecível é tratar bem o negócio e o resultado econômico da operação."

Para ele “todas as soluções da PariPassu foram planejadas para que tanto os gestores e demais agentes da cadeia produtiva, quanto os próprios clientes, possam dispor de informações que garantam a qualidade e a segurança dos produtos rastreados”.

De acordo com ele, desde a criação da empresa, já foram rastreados mais de sete bilhões de quilos de alimentos, entre frutas, legumes e verduras: “Esse dado é importante, pois mostra como a questão em torno da segurança dos alimentos é relevante e deve ser considerada na produção, distribuição e comercialização dos alimentos”.

Gostou de saber um pouco sobre o que o diretor executivo da PariPassu pensa sobre a Rastreabilidade de Alimentos para varejo alimentar? Aproveitando o tema, que tal conferir esse vídeo sobre como prevenir perdas no varejo:

 

Quer conhecer o Rastreador PariPassu? Acesse nosso site www.paripassu.com.br ou fale com um de nossos especialistas agora mesmo.