fbpx

Segurança alimentar e segurança de alimentos: entenda a diferença

Está sem tempo para ler? Sem problemas! Preparamos um player para você ouvir este conteúdo e ficar por dentro do assunto.

Segurança alimentar e segurança de alimentos são dois termos que podem ser muito confundidos, mesmo pelos profissionais que trabalham no segmento de alimentação; entretanto, isso pode causar perda de credibilidade deste profissional/empresa.

De fato, esses dois termos parecem sinônimos mas, na verdade, eles possuem significados bem diferentes, que se aplicam a áreas distintas. Nesse sentido, falaremos sobre o significado de cada um deles. Confira abaixo!

O que é segurança alimentar?

Primeiramente, o termo “segurança alimentar” deriva de “Food Security”. Diferentemente de segurança de alimentos, a segurança alimentar refere-se à garantia e direito de acesso ao alimento às pessoas do mundo todo, inclusive em quantidades e valores nutricionais apropriados, através da implantação de políticas públicas.

O que é a segurança de alimentos?

A segurança de alimentos se refere, basicamente, à garantia de que o produto alimentício terá qualidade, proporcionando assim segurança para o consumidor.

O termo vem do inglês “Food Safety”, e engloba práticas de manipulação para garantir a qualidade do alimento, desde a produção até o consumo. A qualidade implica que o alimento esteja saudável, isto é, não contenha contaminantes, tais como:

  • Os contaminantes químicos: resíduos de agrotóxicos e metais pesados;
  • Contaminantes biológicos: microrganismos;
  • Contaminantes físicos: por exemplo, partes de pedras, insetos, e outros materiais.

Leia também: Os 7 maiores desafios para garantir a qualidade e segurança do alimento em restaurantes.

Por que a segurança de alimentos é importante?

A essência da segurança de alimentos é que o produto esteja saudável e com qualidade adequada quando chegar à mesa do consumidor. Portanto, é importante para garantir a saúde do consumidor final.

Além disso, para a empresa, é necessário manter as boas práticas de segurança do alimento para evitar problemas futuros de recall com os lotes de produtos. A rastreabilidade é fundamental para evitar processos de recall e auxiliar no processo de qualidade e segurança do alimento. Quer saber mais sobre a importância da rastreabilidade? Acesse o post: Você já se deu conta de como rastreabilidade de alimentos é importante?

Baixe também o nosso Ebook para saber mais!

Quais empresas precisam garantir as boas práticas de segurança de alimentos?

Absolutamente todos os estabelecimentos que possuem processos de manipulação e comercialização de alimentos, como determinado pelas Portarias nº 1428 de 26 de novembro de 1993, nº 326 de 30 de julho de 1997 e RDC nº 216 de 15 de setembro de 2004.

Como garantir a segurança de alimentos na empresa?

Para garantir a segurança de alimentos, é fundamental e obrigatório por lei que toda empresa tenha seu Manual de Boas Práticas de Manipulação. Esse manual contém todas as operações realizadas na produção, envolvendo desde a calibração de equipamentos até a saúde dos colaboradores, e é personalizado de acordo com os processos de cada empresa. Baixe um modelo de Manual de Boas Práticas aqui. 

Existem alguns tipos de certificações de qualidade para a segurança de alimentos. Quer saber quais são? Clique aqui para conhecer cada uma delas.

A ISO 22000 é um conjunto de normas que especifica os requisitos para atingir a Segurança de Alimentos e a Gestão do Controle de Qualidade, sendo uma das principais certificações de qualidade. Aprenda três lições básicas sobre ela.

Veja também: Guia Certificação ISO 22000 para a Segurança de Alimentos

Assim, segurança de alimentos e segurança alimentar são dois termos semelhantes, porém diferentes em seus significados. E agora, você já sabe o que cada um significa.

Mais do que isso, agora você sabe o quanto a segurança de alimentos é importante para empresas do ramo alimentício, como produtores, restaurantes e supermercados, por exemplo. Veja aqui como garantir a segurança de alimentos processados em supermercados.

Ficou interessado em saber mais sobre como aplicar a segurança de alimentos na sua empresa? Clique aqui para falar com um de nossos especialistas. Ficaremos muito felizes em poder ajudá-lo!

Deixe o seu comentário

[fbcomments]

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    Decreto nº 10.468: o que a indústria de alimentos precisa saber

    continue lendo
  • PariPassu

    5 vantagens de cursos online para quem trabalha com alimentos + BÔNUS

    continue lendo