Caderno de Campo: você ainda faz no papel?

Sem tempo para ler? Clique no player abaixo e escute este post para ficar por dentro do assunto!

Você, produtor rural, que lida diariamente com atividades como plantio, aplicação de defensivos, colheitas e faz o controle e registro dessas informações, sabe o quanto esses dados são importantes para você, certo? 

Mas fazer esses registros em papéis e controle por planilhas de excel, pode não ser a maneira mais eficiente e segura de registro e gestão da sua propriedade.  

O planejamento prévio é uma condição fundamental para a execução das atividades agrícolas. A atualização de registros é essencial para gerar informações que permitam monitorar e avaliar a eficiência técnica do seu processo produtivo. 

Sabe-se que quase 67% dos produtores do Brasil, utilizam aplicativos para gestão agrícola que aliam a tecnologia ao controle dos manejos de uma propriedade, o que torna este processo mais eficiente e seguro para tomada de decisões. 

A PariPassu já ajudou milhares de produtores a realizarem a gestão do campo de forma automatizada e reduzirem o desperdício, por meio do melhor controle de seus processos.  

Se você ainda acredita que fazer a gestão de sua propriedade manualmente é o melhor caminho, fique ligado! Continue lendo esse post e entenda 6 motivos para não realizar a gestão agrícola no papel:

1. Ausência de lembretes/notificações

Como você faz para lembrar a data exata de realização de cada atividade? Possui alguma notificação ou lembrete que lhe ajude nesse processo?

Esquecer o dia em que realizou a aplicação de um produto, a quantidade aplicada ou até mesmo o período de carência e reentrada no campo são fatores que se repetem no dia-a-dia de produção. Apesar disso, não devem ser tratados com normalidade!

A dessecação de uma área, aplicação de adubação e todos os manejos realizados na propriedade até a colheita são atividades que, quando não há o devido controle, prejudicam e atrasam a sua produção. 

Quando a gestão agrícola é realizada no papel, não existe uma forma de receber alertas para lembrar de atividades importantes. Hoje estamos sempre com o celular no bolso, por isso um aplicativo como o Caderno de Campo da PariPassu que envia notificações dos manejos programados pode ser uma mão na roda para manter o cronograma produtivo em dia.

2. Falta de agilidade e praticidade no registro das informações agrícolas

Quanto tempo você leva para registrar as atividades realizadas na sua propriedade? 

Como diz o ditado, tempo é dinheiro: sempre que desperdiçamos tempo, perdemos a oportunidade de utilizá-lo para fazer algo de valor. 

Deixar que o volume de registro de atividades agrícolas consumam o seu tempo faz com que você não consiga se dedicar a outras atividades também importantes, como planejamento e gestão do seu negócio.

Além disso, para manter o hábito de registrar essas informações tão importantes para a gestão, essa coleta deve ser prática. Andar sempre com um caderno pela propriedade ou chegar no escritório e digitar tudo em planilhas são hábitos difíceis de manter e que dificultam a gestão agrícola.

Utilizar um aplicativo no seu celular, que possa ser utilizado em qualquer situação, mesmo sem conexão com a internet, permite um registro prático e rápido dos manejos. Se você está pensando em aderir à essa tecnologia, saiba mais no nosso post “O que considerar na escolha de um software de gestão agrícola?“. 

3. Fragilidade dos dados coletados

Quantas vezes você teve dificuldade para entender um registro que um de seus funcionários ou alguém da sua família escreveu? Essas informações já foram registradas com dados incorretos?

Coletar as informações de forma manual, além de ser um processo trabalhoso, contém riscos, como erros nos registros. Além disso, se seus dados estão em um caderno de papel, estão expostos a danos físicos, podem ser perdidos ou danificados em diversas situações. Melhor evitar, não é mesmo?

4. Dificuldade para gerir estoques e controle de desperdícios

Você já esteve à campo, pronto para iniciar um manejo e se deparou com a falta de algum insumo indispensável para sua produção? Não sabe exatamente a quantidade de insumos (sementes, defensivos, etc) que possui no estoque? 

Se a resposta para alguma dessas perguntas for sim, fique atento! A falta de organização nos estabelecimentos agrícolas e a dificuldade de dimensionar o quanto de produto é utilizado para cada tipo de manejo é uma realidade enfrentada por muitos produtores e impacta diretamente no seu bolso! 

Quando a gestão agrícola é realizada no papel, não há uma visualização prática dos insumos em estoque. Um software de gestão agrícola pode trazer muito mais clareza para esse processo. No Caderno de Campo da PariPassu, sempre que um insumo é utilizado em algum manejo, a quantidade já é automaticamente reduzida do estoque.

O produtor então passa a ter a tranquilidade de ser notificado quando há a necessidade de fazer novas compras, além de ter clareza do que foi aplicado por área e qual o custo relacionado com esses manejos..

5. Dificuldade de acessar dados para tomada de decisão

Com base em quais dados você analisa o desempenho da sua produção? Tem conhecimento do real volume colhido e o quanto de rendimento você obteve? 

Sem o correto controle e registro de informações é difícil analisar e entender com clareza a real situação de sua propriedade e rendimentos gerados de safra a safra. Quando fazemos registros no papel, esses dados dificilmente serão compilados em gráficos e indicadores que nos levem a tomar decisões importantes sobre a propriedade. A simples visualização do histórico de produção, pode ser uma tarefa morosa, revirando pilhas de papéis e chegando à conclusões pouco confiáveis.

Quem faz uso de um aplicativo para gestão agrícola, em geral não precisa passar por essas dificuldades, já que com poucos cliques consegue conferir relatórios gerenciais da sua produção e acompanhar indicadores de desempenho. Veja abaixo um exemplo do sistema de gestão agrícola da PariPassu, que permite a criação de gráficos customizados de acordo com a necessidade da sua empresa

6. Dificuldade para se adequar a normativas e certificações

Você já possui algum tipo de certificação ou já considerou essa possibilidade? Uma certificação pode agregar valor ao seu produto, permitir que você acesse novos mercados e trazer muitos benefícios. No entanto, ela também traz como exigência padrões importantes para a sua gestão agrícola que se tornam muito difíceis de serem alcançados com registros no papel.

As certificações de maior relevância, como GlobalG.A.P. e até mesmo a de Orgânicos, necessitam que o produtor tenha os registros dos manejos, mantendo o histórico da produção do alimento, confirmando que o processo realizado na propriedade é seguro e confiável. 

Além disso, as Boas Práticas Agrícolas (BPA) devem ser cumpridas por toda produção rural, sendo que o primeiro passo essencial é justamente o registro de atividades no campo, que como já vimos, se tornam muito mais eficientes quando realizados em software adequado. 

Se você quer entender melhor sobre como os registros dos apontamentos dos manejos se relacionam com as BPA, não deixe de ler “Como o Caderno de Campo pode ajudar o agronegócio”.

Saia do papel e use a tecnologia à seu favor!

Você já notou que muitos produtores ainda tomam decisões baseadas apenas em recomendações, experiências e registros manuais, o que pode acarretar em dificuldade de planejamento, perda de informações, falta de agilidade na coleta de dados, dificuldade de manter registros, gerir estoques e controle de desperdícios.

O uso de ferramentas de gestão agrícola digital tornam as suas decisões mais assertivas, refletindo diretamente no aumento do lucro e produtividade.

Buscar uma justificativa para continuar com os registros manuais pode parecer mais fácil do que adotar uma nova forma de coleta de informações, mas a verdade é que após automatização o processo se torna mais fácil, rápido e o controle de lucros estará na palma da sua mão.


Deixe o seu comentário

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    Como aumentar a produtividade na Agricultura Orgânica?

    continue lendo
  • PariPassu

    Nota Fiscal Eletrônica será obrigatória também para produtores rurais

    continue lendo