Principais tipos de perdas em supermercados: como evitá-las?

Perder produtos significa vender menos e, consequentemente, ter prejuízo. Controlar a qualidade é uma forma de ganhar mais dinheiro, e conhecer os principais tipos de perdas em supermercados é o primeiro passo para isso!

Prefere escutar o conteúdo? Clique no player abaixo e saiba como evitar os principais tipos de perdas em supermercados:

 

Anualmente, o Fórum de Prevenção de Perdas da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) divulga números alertando sobre a importância desse tema. 

Em 2021, o estudo apontou um total de 1,8% do faturamento bruto do setor ocasionado pela perda de produtos. Parece um percentual baixo, mas é o equivalente a 7,6 bilhões de reais.

Abaixo, você pode conferir um resumo com os principais tipos de perdas do varejo nacional:

principais tipos de perdas do varejo nacional

                Fonte: 21ª Avaliação de perdas no varejo brasileiro de supermercados

Vamos, então, entender o que cada item deste representa e como é possível evitar a recorrência de qualquer uma dessas situações.

Por que ocorrem perdas em supermercados?

São vários os motivos que podem levar à perda de um produto no varejo. Por essa razão, investigar o que está acontecendo favorece a descoberta de falhas ou de necessidades importantes nos processos do seu negócio

As perdas geralmente estão ligadas a:

  • defeitos em equipamentos ou inconformidades nas condições de armazenamento;
  • falta de sistemas e medidas de segurança no supermercado;
  • falhas administrativas;
  • erros de contagem de estoque;
  • falta de rotinas pré-estabelecidas na loja;
  • planogramas ineficazes ou incorretos;
  • descuidos durante o manuseio do produto;
  • falta de controle da rede de fornecimento.

Qualquer um desses itens pode gerar diversos tipos de perdas, os quais conheceremos mais detalhadamente no próximo tópico!

Principais tipos de perdas em supermercados

É recomendável avaliar quais são os tipos de perdas mais recorrentes para propor soluções precisas e trabalhar a prevenção de perdas no varejo. 

Perdas desconhecidas

As perdas desconhecidas são todas aquelas que podem ser controladas e prevenidas, mas não podem ser previstas.

  • Furtos internos ou externos 

Seja por parte de consumidores ou de colaboradores, o desvio de produtos é uma das causas mais representativas de perdas em supermercados. 

Furtos externos, por exemplo, corresponderam a 16% das ocorrências, ficando atrás apenas de quebras operacionais, como vimos no gráfico na abertura deste texto. 

Internamente, funcionários podem vir a tirar proveito da ineficiência nas detecções dos caixas, com:

  • registro de um código mais barato do que o item escolhido;
  • saída de produtos sem o registro no checkout;
  • inclusão de produtos no cadastro de clientes que não participam de programas de fidelidade.

Como prevenir este tipo de perda?

Investir em sistemas de segurança, com câmeras, monitoramento e avisos espalhados pela loja é uma forma de fazer com que furtos não sejam um dos principais tipos de perdas em supermercados.

Vale, ainda, revisar os procedimentos adotados nos checkouts e conscientizar as equipes para que eventuais desvios sejam melhor fiscalizados por todos. Etiquetas antifurto e posicionamento de produtos mais caros em frente às câmeras também são boas soluções.


Perdas conhecidas

Essa é a classificação de perdas sobre as quais se pode ter previsão, ou seja, se algo estiver desalinhado, a probabilidade de que elas aconteçam é grande!

  • Quebras operacionais

Falhas no transporte, nas inspeções de recebimento, na estocagem, na organização das prateleiras e em qualquer tipo de contato com itens sensíveis podem levar a quebras operacionais com produtos danificados.

Da mesma forma, a deterioração por más condições de conservação também interfere na qualidade da mercadoria. A checagem de temperatura, umidade, exposição e movimentações deve ser constante. 

Para se ter uma ideia, quase metade das perdas (48%) é provocada por quebras operacionais.


Como prevenir este tipo de perda?

Preencher checklists com frequência e abandonar os processos manuais com a adoção de tecnologias que tornem as verificações mais ágeis são excelentes medidas para vencer quebras operacionais!

Com a digitalização e a padronização das informações, fica muito mais fácil controlar a qualidade dos produtos e assegurar os requisitos necessários para mantê-la até a venda. 

  • Vencimento de produtos


A venda de uma mercadoria com prazo de validade vencido é proibida, pois oferece sérios riscos à saúde do consumidor. Dependendo do caso, um produto passado pode contaminar outros que estejam próximos, e o descarte deve ser feito o quanto antes.

Esse é um dos tipos de perdas mais frequentes entre perecíveis!

Como prevenir perdas por vencimento de produtos?

Planogramas bem definidos e estratégicos são boa parte da solução para que os produtos não sejam perdidos por vencimento. A posição das prateleiras em áreas que sejam mais ou menos refrigeradas, por exemplo, deve ser levada em conta. 

É fundamental alternar a ordem das mercadorias, deixando aquelas com prazo de validade menor mais disponível ao consumidor. Essa é uma prática conhecida como FIFO, da expressão em inglês “first In, first Out” — em português, “primeiro a entrar, primeiro a sair”, ou PEPS.   

Junto a isso, aliar um bom planejamento de logística evita o acúmulo de produtos e favorece um bom giro de estoque. Considere também o desenvolvimento de fornecedores e melhore a qualidade dos produtos ofertados na loja.

Como identificar as perdas no varejo

Esqueça as suposições. Para saber exatamente quais são os principais tipos de perdas em um supermercado e seus reais motivos, a automação do controle de qualidade é o caminho ideal! 

É preciso reunir informações precisas, traçar planos de ação (PDA) consistentes e fazer o acompanhamento constante das não conformidades nas rotinas. Com checklists digitais e compilação de dados em um sistema especializado, você pode ter tudo isso.

A visão em tempo real sobre os diversos departamentos, ou ainda sobre todas as unidades de uma grande rede, revelará a informação que você precisa para direcionar as ações da equipe. 

Com a identificação dos problemas, você poderá implantar políticas de prevenção de perdas com muito mais clareza e objetividade

Para te ajudar nessa missão, preparamos um kit excelente com tudo o que você precisa saber sobre o assunto, além de outras publicações em nosso blog. Aproveite para complementar sua leitura!

Confira dicas de exposição e layout de hortifrúti para supermercados.