fbpx

Licopeno: para que serve e quais frutas contém a substância

Está sem tempo para ler? Não se preocupe! Preparamos um player para você escutar e ficar por dentro do assunto.

Você sabia que existem frutas, legumes e verduras (FLV) que ajudam a prevenir o desenvolvimento de algumas doenças? Alguns tipos de câncer, doenças cardiovasculares, osteoporose, distúrbios da circulação, hipertensão e muito mais.

Pois é, essas FLV existem e são ricas em uma substância chamada licopeno. Para que serve o licopeno? Essa molécula é quem promove um efeito expressivo de atividade antioxidante em nosso organismo e é ela a responsável pela pigmentação vermelho-alaranjado nos alimentos.

Antes de começar, vale ressaltar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que o consumo ideal de frutas, legumes e verduras (FLV) seria em torno de 400g/dia, e que, os brasileiros consomem apenas 33% do recomendado.

Pensando em estimular a população brasileira a modificar os seus hábitos alimentares e incluir mais FLV em seu dia a dia, nós, da Paripassu, em parceria com a  Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSEM), decidimos chamar a atenção da população para esses dados e mostrar a diversidade de FLV a que temos acesso e os seus benefícios para saúde.  Vamos começar?

Conheça o licopeno

O licopeno é um nutriente vegetal com propriedades antioxidantes. Ele ajuda a proteger o corpo contra danos causados ​​por compostos conhecidos como radicais livres. É sobre ele que vamos falar neste artigo, afinal, tem muitos outros benefícios para você conferir!

Estudos epidemiológicos sugerem a correlação da ingestão de licopeno com a redução do risco do desenvolvimento de doenças crônicas como: câncer esofágico, gástrico, de próstata, de pulmão, de mama, entre outros.

As maiores concentrações de licopeno estão, em geral, na casca dos alimentos, se comparados à sua polpa e também nos alimentos produzidos em regiões de clima quente. Foi registrado que durante o verão ocorre o maior produção desta molécula nos alimentos.

Outro ponto importante: sempre que possível é melhor optar pelas FLVs da estação, pois geralmente são mais saborosas, mais nutritivas e possuem uma quantidade menor de defensivos agrícolas, por estarem em sua época favorável para plantio. Além disso, são mais em conta para o seu bolso, pois demandam menos produtos químicos e trabalho humano.           

Mas afinal, para que serve o licopeno?

O licopeno age combatendo os radicais livres de maneira muito eficiente, cerca de oito a dez vezes mais que o betacaroteno. Os radicais livres são os responsáveis por alterar o DNA das células e desencadear o processo cancerígeno. 

Esse poderoso antioxidante confere proteção contra a oxidação do colesterol, evitando a oxidação da LDL colesterol, que é o primeiro passo para a formação da arteriosclerose. Isso explica porque o licopeno pode conferir benefícios contra doenças coronárias.

O licopeno possui a maior capacidade de prevenção quimioterápica nas células cancerígenas. Nosso organismo não é capaz de sintetizar o licopeno, sendo assim, é necessário uma dieta de alimentos que contenham essa substância.

A prevenção do câncer, no consenso dos especialistas, ainda é a melhor solução para a luta contra essa doença. Estudos comprovam que a alimentação representa papel fundamental nos estágios iniciais e de desenvolvimento da doença.

Essa substância é capaz de fortalecer o sistema imunológico, estimulando o combate às células malignas.

As pessoas que consomem quantidades maiores de FLV estão menos propensas a desenvolver algum tipo de doença cancerígena, e o licopeno pode reduzir em até 50% esse risco. Portanto, coma mais frutas, verduras e legumes em suas refeições.

Estudos comprovam uma relação inversa entre: o consumo de alimentos que contenham licopeno e sua relação com a redução do desenvolvimento de algumas doenças.

Qual é a melhor maneira de consumir o licopeno?

Como se trata de uma molécula lipossolúvel (solúvel em gordura), a ingestão de FLV juntamente com alguma refeição é recomendada para sua melhor absorção. 

Mas calma! Não é preciso comer gordura.           

Se consumirmos essas FLV no almoço ou no jantar já aumentamos a eficiência de sua absorção.

O consumo de uma fruta ao dia que contenha licopeno já é suficiente para obter os benefícios desse poderoso antioxidante. 

Quais são os alimentos que possuem licopeno? 

Bom, agora que já explicamos tudo sobre o licopeno, hora de conhecer quais são as FLV que possuem essa poderosa substância. Além das FLV citadas aqui, podem existir algumas outras, porém essas são as que possuem maiores concentrações. São elas:

FLV é saúde!

Trouxemos para você a importância de consumir frutas, legumes e vegetais frescos; mas, principalmente, FLVs que contenham essa substância tão importante para o corpo quanto é o licopeno e para o que serve essa molécula tão poderosa.

Gostou do que leu? Clique abaixo para ler mais blogposts relacionados:

As mudanças no comportamento do consumidor durante e pós-coronavírus
O que é e como evitar a contaminação cruzada de alimentos
Segurança alimentar e segurança de alimentos: entenda a diferença

Deixe o seu comentário

[fbcomments]

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    8 podcasts imperdíveis para quem trabalha com alimentos

    continue lendo
  • PariPassu

    Tecnologias no Agronegócio: a importância de automatizar processos

    continue lendo