Vendas do setor supermercadista acumulam 0,80% de alta

As vendas do setor supermercadista acumulam alta de 0,80% de janeiro a agosto, na comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com o Índice Nacional de Vendas ABRAS, divulgado no dia 29/09, em coletiva de imprensa na sede da entidade, em São Paulo.

Em agosto, as vendas em valores reais – deflacionadas pelo IPCA/IBGE, apresentaram queda de -2,65% em relação a julho e alta de 1,73% em relação ao mesmo mês do ano de 2015.

Em valores nominais, as vendas do setor apresentaram queda de -2,22% na comparação com o mês anterior e, quando comparadas a agosto de 2015, alta de 10,87%. No acumulado do ano, as vendas cresceram 10,34%.

“Como já vínhamos verificando desde o mês de junho, o índice de vendas do setor mostra uma estabilização e, com isso, uma sensível melhora da economia, aumentando as nossas perspectivas de um segundo semestre melhor do que o primeiro. Vários indicadores do consumidor e dos empresários também mostram que a confiança está voltando”, afirma o superintendente da ABRAS, Marcio Milan.

grafico1-abras

Abrasmercado

No mês de agosto, a cesta de produtos *Abrasmercado, pesquisada pela GfK e analisada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da ABRAS, registrou queda de -0,27%, passando  de R$ 487,34 em julho para R$ 486,04. Já no acumulado do ano, de janeiro a agosto, a cesta apresentou alta de 18,04%.

grafico2-abras

As maiores altas de preço no mês de agosto foram registradas em produtos como: queijo mussarela, queijo prato, tomate e leite em pó integral. Já as maiores quedas foram nos itens: cebola, batata, feijão e carne dianteiro.  Confira a tabela abaixo:

grafica3-abras

Regiões

Em agosto, a única alta de preço foi registrada na Região Nordeste (2,03%), chegando a R$ 425,57.  A cesta mais cara foi registrada na Região Norte, que custou em agosto R$ 531,22. Veja a evolução da cesta Abrasmercado na tabela abaixo:

grafico4-abras

*Abrasmercado (cesta composta por 35 produtos de largo consumo nos supermercados: alimentos, incluindo cerveja e refrigerante, higiene, beleza e limpeza doméstica).

Perspectivas positivas

 As expectativas dos supermercadistas em relação ao setor estão mais positivas, de acordo com o Índice de Confiança apurado pela GfK exclusivamente para a ABRAS. A medição passou de 50.1 pontos em junho para 56,3 pontos em agosto.

“As perspectivas para os próximos seis meses são ainda melhores para 80% dos respondentes. Um índice que melhorou bastante em relação às medições anteriores”, destaca o diretor de Relacionamento da GfK Brasil, Marco Aurélio Lima.

Fonte: Redação Portal ABRAS

Deixe um comentário