Grupo Hasegawa de hortaliças busca a certificação GlobalG.A.P.

POR PariPassu

O Grupo Hasegawaprodutor brasileiro de hortaliças, busca a certificação GlobalG.A.P. Neste post, vamos te contar um pouco sobre a história do grupo, a motivação para buscar uma certificação e quais os passos que a empresa deu para passar pelo processo de certificação.

Onde tudo começou

Kohei Hasegawa começou cultivar alfaces em São Paulo na década de 60 e foi depois de criar a embalagem cônica para as hortaliças, uma inovação para a época e que, embora hoje seja comum nos supermercados, potencializou o crescimento da empresa.

Hoje, dirigida pelo seu filho Márcio, a Hasegawa é a maior produtora de hortaliças do país, cultivando aproximadamente 50 variedades de verduras e comercializando-as com mercados exigentes.

Por que GlobalG.A.P?

Olhando para estes clientes, começava o desafio para reduzir a concentração de defensivos agrícolas em seus produtos e por isso, além de contar com o apoio de tecnologias e técnicas ecológicas, a Hasegawa apostou na busca por uma certificação de qualidade, mundialmente reconhecida, a GlobalG.A.P., protocolo que estabelece padrões para as Boas Práticas Agrícolas.

Ao buscar adequação às exigências do protocolo  – que abrangem desde monitoramento dos processos produtivos, informações de rastreabilidade à aprovação de fornecedores – a Hasegawa conseguiu reduzir em cerca de 30% a aplicação de defensivos.

Em culturas como alface e tomate, a redução na aplicação de inseticidas e fungicidas foi de aproximadamente 70% e para a vagem chegou em 100%. 

“Quanto mais você implementa técnicas e processos com o uso de tecnologia, mais redução você tem”, conta Márcio, é por isso que temos orgulho em dizer que somos a empresa técnica que apoiou este projeto.

Márcio Hasewaga nos procurou pois entendia a importância de entregar um produto seguro e com diferencial sobre o mercado. Para exportar produtos frutícolas para a Europa, a certificação GlobalG.A.P. é muitas vezes uma exigência, ao buscar esta certificação para as folhosas, a Hasegawa se coloca um passo à frente da concorrência.

Como ajudamos a Hasegawa

O grupo Hasegawa encontrou na PariPassu muito mais que soluções de tecnologia para realizar os registros de manejos do campo, rastreabilidade, controle de qualidades ou disponibilização de indicadores.

O nosso papel com a Hasegawa, assim como com todos os nossos clientes e parceiros, está no apoio e acompanhamento de perto dos processos, neste caso de certificação, além de trabalhar em conjunto com consultores da empresa.

Nosso time de especialistas foi a campo, realizou visitas, participou de auditorias e dos planos de ação adotados. Enfim, nós também colocamos a mão na massa. 

Acompanhamento de indicadores

O acompanhamento de indicadores, a partir dos registros dos manejos, é um dos pilares fundamentais para identificar os pontos de melhoria e não conformidades e atuar com eficiência para correção.

Por exemplo, a partir dos registros no Caderno de Campo, é possível analisar indicadores do tipo de praga em cada área de produção (tabela 1) e depois comparar estas informações com o gráfico Aplicação de Defensivo por Área, que mostra a quantidade e tipo de defensivo aplicados em cada uma destas áreas, permitindo observar se os defensivos usados são os adequados para o alvo.

Certificações são uma realidade

Existe um movimento convergente dos varejos em direção à exigência de certificações de qualidade para seus fornecedores, garantindo que os produtos vendidos nas lojas atendam os altos padrões de qualidade, como já acontece em outros países.

Assim como os varejos, o consumidor brasileiro também começa a se preocupar mais com os critérios e padrões de qualidade empregados nas produções agrícolas, bem como com a agilidade na resposta em casos de recall.

Unindo estas exigências e preocupações dos varejos, consumidores finais e distribuidores, surge a necessidade de evitar a comercialização de produtos com não conformidades. Por isso, protocolos e certificações que mais do que cobrar, orientam e auxiliam o desenvolvimento de processos de controle de qualidade.

Associar estes processos de certificação à tecnologias é o caminho certo para quem quer se diferenciar da concorrência, conquistar novos mercados, ter mais controle de seus processos e noção dos custos que eles envolvem.

O que podemos aprender com isso?

Embora a certificação GlobalG.A.P. buscada pela Hasegawa atenda alface lisa, crespa, escarola, mimosa e crespa roxa, o grupo pretende avançar com a certificação para as demais culturas, pois sabe que, além de reforçar seu compromisso com a qualidade, tende a elevar os padrões de qualidade dos produtos agrícolas em todo o mercado.

Utilizar a história do Grupo Hasewaga, e de outras empresas também com importantes papéis no mercado, como exemplos a serem seguidos, colocará o Brasil no mesmo patamar de mercados internacionais exigentes. Isto significa que nossos produtores terão maior controle sobre seus processos e custos, distribuidores e varejos poderão priorizar o recebimento de produtos de qualidade e, principalmente, o consumidor poderá comprar alimentos mais seguros.

+ Conteúdos gratuitos

Quer saber tudo sobre as certificações para segurança do alimento? Baixe nosso guia e fique por dentro das tendências de certificação.

 

 

Deixe o seu comentário

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    Período de Carência na Agricultura: entenda o que é e como monitorar

    continue lendo
  • PariPassu

    Como o Caderno de Campo pode ajudar o agronegócio

    continue lendo