GlobalG.A.P.: como atender a certificação usando o Caderno de Campo

POR PariPassu

Registrar as atividades diárias realizadas no campo é a única forma de controlar e planejar os próximos passos de uma propriedade, possibilitando o aumento da produtividade agrícola, a redução das perdas, o ganho de eficiência e principalmente espaço e destaque no mercado.

Os distribuidores, as indústrias e os varejistas têm priorizado o trabalho com fornecedores que apresentam diferenciais de qualidade, serviço e inovação, tornando-os parceiros diretos de negócio.

Um produtor rural que apresenta qualidade, cadência e inovação, como certificações e sistemas mais automatizados, ganha destaque e tem mais potencial de fornecer seus produtos diretamente para os varejos, já que muitos estão buscando esta estratégia de comprar direto do fornecedor sem depender de atravessadores.

 Mas, por onde começar?

O primeiro passo é a organização da propriedade agrícola. O produtor rural precisa conhecer o seu negócio através do histórico dos manejos, o Caderno de Campo Digital é uma solução que ajuda no dia-a-dia da propriedade, permitindo a coleta e organização das informações apontadas e posterior análise dos dados em um panorama de gestão. O Caderno de Campo alia tecnologia ao controle dos manejos de uma propriedade,  tornando este processo mais eficiente e seguro.

O Caderno de Campo não necessita de internet para a coleta de dados, diretamente no campo o produtor ou o técnico pode registrar todas as atividades da produção agrícola, como plantio, colheita, aplicação de defensivo e inclusive outros manejos que podem ser criados e customizados, tudo de maneira rápida e intuitiva.

Para facilitar a gestão da propriedade agrícola, o registro diário dos manejos gera dados que podem ser visualizados em um panorama de análise de indicadores, o que possibilita acompanhar o desempenho da propriedade e agir nos pontos que precisam de atenção.

Veja como é simples, basta estabelecer o costume do registro de tudo o que é feito na propriedade para auxiliar na tomada de decisões no final de um período, possibilitando ter uma estimativa de quando será a próxima colheita e de quanto será o retorno do investimento.

O registo do que é feito na propriedade permite total credibilidade aos clientes e é um requisito mínimo para obter uma certificação, principalmente a Global e LocalG.A.P, pois desta forma é possível manter o histórico da produção do alimento e confirmando que o processo é confiável, de qualidade e seguro.

Desta forma, antes de tentar a obtenção de algum tipo de certificação,  o produtor rural precisa ter o conhecimento total da sua propriedade, significa ter uma visão clara de tudo o que foi feito, do que se pretende fazer e assegurar a confiabilidade das informações.

Na prática

Assista o vídeo abaixo e veja na prática como funciona o registro dos manejos no Caderno de Campo Digital, um aliado da produção agrícola utilizado por pequenos e grandes produtores rurais em todo o Brasil.

A certificação GlobalG.A.P.

A Global G.A.P. é um conjunto de regras de Boas Práticas Agrícolas (BPA), que envolve a segurança do alimento, a proteção do meio ambiente e bem-estar dos trabalhadores, através da adoção de técnicas de produção integrada, redução do uso de defensivos agrícolas, rastreabilidade desde a origem e um sistema de gestão da qualidade.

Ter um selo de certificação, como a Global G.A.P, é reafirmar perante fornecedores e consumidores que a produção da propriedade agrícola é de confiança e que segue padrões de segurança do alimento e de qualidade internacionais.

O monitoramento do período de carência dos defensivos agrícolas é um dos critérios de verificação das Boas Práticas Agrícolas e uma exigência da Global G.A.P, pois é essencial para garantir a segurança do alimento e a saúde do consumidor.

A rastreabilidade do alimento é fundamental para o atendimento da GlobalG.A.P., além disso, o mercado tem exigido e dado prioridade  aos fornecedores que produzem e comercializam produtos rastreados.

O Caderno de Campo gera o código de rastreabilidade automaticamente após a colheita, o que é vantajoso para o produtor rural, pois além de ser uma exigência da certificação Global G.A.P., o distribuidor ou o supermercado receberá o produto devidamente rastreado.

A relação entre produtor rural e o consumidor também fica mais próxima, pois através da consulta do código de rastreabilidade (QR Code na embalagem ou na etiqueta de gôndola), o consumidor tem acesso às informações de origem e destino, caminho percorrido pelo alimento e ainda pode avaliar e fazer comentários sobre o produto, um feedback extremamente importante para o produtor rural que tem seu trabalho reconhecido por quem consume o produto.

Além disso, em casos mais extremos como recall de alimentos – recolhimento de produtos que estão fora do padrão de qualidade para consumo –  a rastreabilidade é a única forma de identificação da origem e os destinos do alimento, permitindo a defesa e uma resposta rápida e concreta para a realização das ações corretivas.

Por fim, estimular o registro de informações e atividades relativas aos manejos – plantio, aplicação de defensivos, monitoramento do período de carência e a colheita – considerando fatores elementares para a comunidade, como a saúde e bem-estar dos animais e trabalhadores, a certificação Global G.A.P. carrega benefícios que vão além da propriedade certificada, atingindo a toda a cadeia produtiva de alimentos.

+ eBooks, Guias, Estudos de Caso

Preparamos diversos conteúdos gratuitos sobre Gestão do Campo, Rastreabilidade e Controle de Qualidade para ajudar o mercado atender a Segurança do Alimento. Clique aqui e baixe grátis agora

 

 

Deixe o seu comentário

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    Recall de Alimentos: o que eu devo fazer?

    continue lendo
  • PariPassu

    Use a Rastreabilidade a favor do Controle de Qualidade de Alimentos

    continue lendo