A Rastreabilidade pelos olhos de José Luiz Tejon Megido

POR PariPassu

Entramos numa era onde o clássico papel do consumidor do século passado passa a ser envolto numa sociedade de consciência. Aquilo que seria a sensitividade, ou a intuição de poucos, é agora ampliada e revolucionada com os sensores.

Talvez este seja o grande marco histórico do novo século: a sensorialização.

Ao sentir, enxergar, ouvir, ver e degustar o que não conseguíamos perceber antes, nós acabamos mudando. Ficamos com maior sensibilidade. Mais sensibilidade resulta em domínio da informação e sustentabilidade. Não podemos mais ignorar o impacto que temos sobre o entorno e o impacto do entorno sobre cada um de nós.

O efeito “spillover”, do transbordamento, passa a ser percebido, contado e administrado. Então, esse ciclo termina por resultar em mais sensitividade. Competência intuitiva: uma hiper aceleração de todas as partículas de gestão.

Discutimos hoje, a importância da compreensão por parte dos executivos sobre as  suas estratégias de gestão, de liderança e de governança.

Sou rastreável, logo existo

A rastreabilidade é muito mais do que identificar o caminho percorrido por um produto, é uma ótima peça para estudar e implementar um novo modelo de negócios, baseado em gestão inteligente e reunindo, por consequência, toda a cadeia e o seu “campo” de valor.

O novo marketing, por exemplo, exige transparência, desde os valores do produtor, os processos utilizados, a origem das matérias primas, insumos, equipes e o que cada produto final registra a seu favor ao longo de toda sua linha de criação e entrega.

Não teremos mais “commodities” ou “produtos” e as empresas precisam, com agilidade, se preparar para o modelo de consumo do futuro – que já está acontecendo.

É a era do processo, minucioso, rastreado, valorizado e administrado. Isso é muito bom para quem é bom. Um modelo meritocrático que permite a todos evoluírem, a partir do acesso a dados e informações desconhecidas até então.

A indústria em geral, também de alimentos, está se tornando mais orientada para o consumidor e precisa de tempos de resposta mais rápidos para lidar com escândalos e incidentes.

Bons sistemas de rastreabilidade que abranjam a cadeia como um todo ajudam a minimizar a produção e distribuição de produtos perigosos ou de baixa qualidade, diminuindo assim o potencial de publicidade negativa e recalls de produtos.

Gestão inteligente com rastreabilidade

A rastreabilidade é um instrumento para cumprir a legislação e para atender aos requisitos de segurança e qualidade dos alimentos. Mas, além disso, a rastreabilidade é um pilar fundamental para a gestão integrada.

Na gestão, a rastreabilidade torna-se indispensável para que o produto tenha uma identidade e permita o monitoramento dos processos e atributos envolvidos com aquele produto. Este código, uma vez disponível e utilizado por todos os envolvidos na cadeia de abastecimento, gera a gestão compartilhada e complementar para se ter um produto de qualidade e seguro para o consumidor final.

A rastreabilidade deve ser uma prática de todas as empresas que utilizam matérias primas para chegar em seu produto final.

A rastreabilidade contribui não somente para a informação, mas também para o início de um processo irreversível, que trabalha para obter uma sociedade melhor, mais consciente e mais sustentável, no qual todos os envolvidos ]da cadeia produtiva tendem a ganhar e principalmente o consumidor, que terá acesso a produtos com garantia de procedência.

+ Conteúdos Gratuitos

A PariPassu vem trabalhando desde 2005 com os conceitos de Rastreabilidade e Qualidade e também da Gestão da Informação como propulsores da potencialidade das empresas.

Na busca da construção destes conceitos, vem desenvolvendo diversos conteúdos para ajudar empresas e profissionais nos desafios do dia-a-dia.

O eBook Rastreabilidade e Controle de Qualidade é mais uma significativa contribuição para o presente e o futuro dos negócios dentro das novas exigências da sociedade de consumo.

Sobre o autor convidado

José Luiz Tejon Megido é mestre em arte e cultura pelo Mackenzie; Dr. em Pedagogia da Superação pela UDE/Uruguai; Jornalista e publicitário formado pela Casper Líbero. Administrador com ênfase em marketing, com especializações na Pace University/EUA, Harvard/EUA, e MIT/EUA.

Consultor, conferencista, escritor e acadêmico é Coordenador de Pós Graduação no I-UMA/RS, Programas da FGV In Company e Coordenador Acadêmico de Pós Graduação e do Núcleo de Agronegócio da ESPM/SP.

Deixe o seu comentário

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    10 fatos que você precisa saber sobre rastreabilidade de produtos

    continue lendo
  • PariPassu

    O que a sua empresa ganha investindo na Gestão de Fornecedores?

    continue lendo