5 passos para o Controle de Qualidade de alimentos na sua empresa

POR PariPassu

Você está fazendo o controle de qualidade de alimentos com eficiência em sua empresa?

Em um cenário econômico de recessão e com a globalização constantemente diminuindo as barreiras geográficas, temos como consequência um mercado cada vez mais concorrido onde empresas ineficientes tem menos espaço e oportunidades para manterem-se em operação.

Então, como manter sua empresa com alto nível de desempenho, combinando qualidade dos produtos e preços competitivos no mercado? Aumentando a eficiência!

Conheça 5 passos para aumentar a eficiência da sua empresa através do controle de qualidade de alimentos:

1 – Padronização dos procedimentos

O primeiro passo para um controle de qualidade de alimentos eficiente é a padronização dos procedimentos de uma empresa, todos devem ser executados de maneira uniforme, independentemente da pessoa que esteja executando. Assim, será possível identificar as práticas com resultados eficientes ou insatisfatórios.

2 – Definição dos pontos de controle de qualidade de alimentos

Depois de padronizados os procedimentos, é necessário definir quais os Pontos Críticos de Controle (PCC) dos processos do seu negócio.

Mas, afinal o que são os pontos críticos de controle? O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) define os Pontos Críticos de Controle como sendo: “qualquer ponto, operação, procedimento ou etapa do processo de fabricação ou preparação do produto, onde se aplicam medidas preventivas de controle sobre um ou mais fatores, com o objetivo de prevenir, reduzir a limites aceitáveis ou eliminar os riscos à saúde do consumidor, a perda da qualidade e a fraude econômica”.

Em resumo, são as etapas do processo com maior impacto na qualidade e segurança de produtos finais e necessitam de maior atenção e controle.

3 – Definição dos indicadores a serem coletados

Agora que já temos os pontos a serem controlados é hora de definir quais os parâmetros devem ser controlados, nesse momento é importante manter uma comunicação clara com o cliente, para definir as especificações e o nível de qualidade desejados.

Por exemplo: caso o cliente tenha como principal especificação o grau de maturação no recebimento, é de suma importância que o grau de maturação seja controlado rigorosamente desde o recebimento até a expedição do produto para o cliente.

As Fichas Técnicas são documentos que contém informações sobre os parâmetros ideais de qualidade de um alimento ou processo de produção,  auxiliando no controle de qualidade durante a inspeção de cargas, armazenamento, comercialização e ponto de venda.

Por exemplo: No caso de frutas, legumes ou verduras, as informações contidas nas fichas podem ser a respeito da coloração, calibre, peso da embalagem, estágio da maturação, danos e podridão, entre outros parâmetros de acordo com as especificações de cada produto.

4 – Acompanhamento dos resultados

Acompanhe os resultados dos pontos críticos estipulados, a importância de limites bem definidos é para que a atenção seja voltada para situações que realmente necessitem de ações rápidas e exatas por parte dos gestores envolvidos no processo.

5 – Ajustes e feedback

A etapa final do ciclo de melhoria contínua de qualidade, uma das mais importantes para garantir o ganho de eficiência, trata-se da análise dos resultados obtidos, onde as práticas que apresentaram resultados positivos são mantidas e aquelas que foram insatisfatórias são desenvolvidas, padronizadas e incorporadas ao processo para melhoria de eficiência. Não esqueça de solicitar o feedback de seus clientes e colaboradores, e principalmente, use-os para melhorar a qualidade e a eficiência de sua empresa!

A cadeia produtiva, principalmente produtores e distribuidores de alimentos, tem demonstrado sua preocupação para restaurar a confiança do consumidor, buscando implementar sistemas e práticas, como  a rastreabilidade  e controle de qualidade de alimentos, que contribuem para a segurança do alimento e possibilitam o crescimento sólido do negócio.

Gestão da Qualidade

A gestão da qualidade é uma estratégia que faz parte do planejamento das indústrias e da produção de alimentos, englobando conceitos e práticas do controle de qualidade e da segurança alimentar.

A automação do controle de qualidade, através de ferramentos de tecnologia, contribui para o gerenciamento dos processos das indústrias de alimentos, tornando a prática mais precisa com base em dados seguros.

Quer saber mais sobre gestão da qualidade?

Clique aqui e faça o download grátis do Guia Gestão da Qualidade na Prática. 

Continue acompanhando o nosso blog e receba conteúdos e cases exclusivos do mercado de alimentos.

Deixe o seu comentário

Artigos Relacionados

  • PariPassu

    Como fazer o gerenciamento de fornecedores no varejo

    continue lendo
  • PariPassu

    Conceitos da qualidade: tudo o que você precisa saber

    continue lendo